terça-feira, 7 de setembro de 2010

Como uma criança

Vou desfazer-me.
Deitar fora a preguiça.
Irá com o amor
dentro de uma garrafa
tapada com rolha de cortiça.

Vou atirar esses bichos
para as chamas vermelhas
e para as línguas de fogo
que nunca conseguem ser velhas.

Suponho que se vá evaporar
essa solução tóxica.
Espero é não poluir o ar,
senão ainda alguém apanha a doença
e por pouca culpa que tenha,
verão sempre como uma ofensa.

- Cuidado ó alma inocente..
se fosse só estalar os dedos
estarias tu bem contente.


Alexandra Mendes

4 comentários:

  1. Bem, deitar fora a preguiça dessa maneira dava me jeito para o início das aulas que aí vem :D

    http://showdi-bola.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir